➮ Odes (Ricardo Reis) Read ➶ Author Fernando Pessoa – Plummovies.info

➮ Odes (Ricardo Reis) Read ➶ Author Fernando Pessoa – Plummovies.info Para ser grande, s inteiro nadaTeu exagera ou exclui S todo em cada coisa P e quanto s No m nimo que fazes Assim em cada lago a lua toda Brilha, porque alta vive Ricardo Reis Vou dormir, dormir, dormir, Vou dormir sem despertar, Mas n o dormir sem sentirQue estou dormindo a sonhar N o insci ncia e s treva Mas tamb m estrelas a abrirOlhos cujo olhar me enleva,Que estou sonhando a dormir.Constelada inexist nciaEm que subsiste de meu S uma abstrata insci ncia Una com estrelas e c Para ser grande, s inteiro nadaTeu exagera ou exclui S todo em cada coisa P e quanto s No m nimo que fazes Assim em cada lago a lua toda Brilha, porque alta vive Ricardo Reis Vou dormir, dormir, dormir, Vou dormir sem despertar, Mas n o dormir sem sentirQue estou dormindo a sonhar N o insci ncia e s treva Mas tamb m estrelas a abrirOlhos cujo olhar me enleva,Que estou sonhando a dormir.Constelada inexist nciaEm que subsiste de meu S uma abstrata insci ncia Una com estrelas e c u Ricardo Reis Vivem em n s in meros Se penso ou sinto, ignoro Quem que pensa ou sente Sou somente o lugar Onde se sente ou pensa Tenho mais almas que uma H mais eus do que eu mesmo Existo todavia Indiferente a todos Fa o os calar eu falo Os impulsos cruzados Do que sinto ou n o sinto Disputam em quem sou Ignoro os Nada ditam A quem me sei eu escrevo Ricardo Reis Ricardo Reis Foi O Segundo Heter Nimo Criado Por Fernando Pessoa, Depois De Alberto Caeiro E Antes De Lvaro De Campos E O Mais Cl Ssico De Todos Eles Suas Odes Refletem Um Esp Rito Rigoroso, Que Defendia A Aus Ncia De Desejos E O Autodom Nio Como Receita De Sabedoria A Severidade De Sua Postura Criou Uma Poesia Precisa, De M Trica Calculada Apesar de Ricardo Reis n o ser o meu Pessoa favorito impacienta me com a sua in rcia e fatalismo acabei por gostar mais do que aquilo que recordava dos tempos de escola.Segue o Teu DestinoSegue o teu destino, Rega as tuas plantas, Ama as tuas rosas,O resto a sombra De rvores alheias A realidade Sempre mais ou menos Do que nos queremos S n s somos sempre Iguais a n s proprios Suave viver s Grande e nobre sempre Viver simplesmente Deixa a dor nas aras Como ex voto aos deuses Apesar de Ricardo Reis n o ser o meu Pessoa favorito impacienta me com a sua in rcia e fatalismo acabei por gostar mais do que aquilo que recordava dos tempos de escola.Segue o Teu DestinoSegue o teu destino, Rega as tuas plantas, Ama as tuas rosas,O resto a sombra De rvores alheias A realidade Sempre mais ou menos Do que nos queremos S n s somos sempre Iguais a n s proprios Suave viver s Grande e nobre sempre Viver simplesmente Deixa a dor nas aras Como ex voto aos deuses V de longe a vida Nunca a interrogues Ela nada pode Dizer te A resposta Est al m dos deuses Mas serenamente Imita o Olimpo No teu cora o Os deuses s o deuses Porque n o se pensam Eu n o gostava nada de Ricardo Reis, aborrecia me tanto que me irritava Mas a vida passa e o rio sempre corre, e anos depois, a L dia beira rio, que algum amigo sempre trazia lembran a para me escamotear, capaz de despertar em mim uma profunda como o E este ser um outro encanto da literatura, poder olh la como a um espelho que encompassasse o tempo para reflectir de n s duas imagens sobrepostas, uma do passado e outra do presente, a destacar a mudan a Ter se alterado tamb m a minha Eu n o gostava nada de Ricardo Reis, aborrecia me tanto que me irritava Mas a vida passa e o rio sempre corre, e anos depois, a L dia beira rio, que algum amigo sempre trazia lembran a para me escamotear, capaz de despertar em mim uma profunda como o E este ser um outro encanto da literatura, poder olh la como a um espelho que encompassasse o tempo para reflectir de n s duas imagens sobrepostas, uma do passado e outra do presente, a destacar a mudan a Ter se alterado tamb m a minha rela o com os outros heter nimos de Pessoa H mais eus do que eu mesmo Existo todavia Indiferente a todos. Adoro poesia Adoro Fernando Pessoa e o seu heter nimo Ricardo Reis o meu preferidoali s o meu filho Ricardo por alguma raz o. Ich verschlinge Pessoas Lyrik Ricardo Reis ist mir aber nicht so scharfz ngig wie andere Alter Egos von ihm Die Oden von Reis sind echte Prachtst cke. Ricardo Reis es el heter nimo m s cl sico, arcaizante y horaciano de Pessoa sus versos tienen, tanto por estilo como por temas Carpe diem Collite, virgo, rosas Memento mori, etc , un halo marcadamente barroco que, sin embargo, adquiere un fondo m s sutil y por qu no decirlo, m s interesante si lo ubicamos dentro del universo multipersonal de Pessoa nombre, por cierto, que en espa ol se traducir a como Persona Ricardo Reis tambi n se encuentra en el n cleo del proyecto paganista rom Ricardo Reis es el heter nimo m s cl sico, arcaizante y horaciano de Pessoa sus versos tienen, tanto por estilo como por temas Carpe diem Collite, virgo, rosas Memento mori, etc , un halo marcadamente barroco que, sin embargo, adquiere un fondo m s sutil y por qu no decirlo, m s interesante si lo ubicamos dentro del universo multipersonal de Pessoa nombre, por cierto, que en espa ol se traducir a como Persona Ricardo Reis tambi n se encuentra en el n cleo del proyecto paganista romano y en cierto modo esot rico de Pessoa, de modo que sus escritos son una pieza fundamental para entender la obra completa del gran poeta portugu s.ODEO rastro breve que das ervas molesergue o p findo, o eco que oco coa, a sombra que se adumbra, o branco que a nau larga nem maior nem melhor deixa a alma s almaso ido aos indos A lembran a esquece Mortos, inda morremos, L dia, somos s nossos ODEPara ser grande, s inteiro nada teu exagera ou exclui.S todo em cada coisa P e quanto s no m nimo que fazes,assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive gastei todos os meus marcadores com esta pequena colect nea Fernando Pessoa vida mesmo. N o tenhas nada nas m os de Ricardo Reis N o tenhas nada nas m os de Ricardo Reis

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *